Cálculo GPS Em Atraso – Como Atualizar, Emitir e Calcular GPS

Fazer o Cálculo GPS Em Atraso é muito importante pois GPS é a Guia de Previdência Social utilizada para recolhimento das contribuições sociais das empresas, contribuinte individual, facultativo, segurado especial e empregado doméstico.

Ela pode ser gerada pela internet. Para saber o passo a passo da geração da guia clique aqui.

O que é GPS?

O empregador doméstico vai utilizar a GPS apenas para contribuições referentes às competências 09/2015 e anteriores.

A partir da competência 10/2015 e posteriores, ele utiliza o DAE (Documento  de Arrecadação do eSocial), instituído a partir do regime unificado para pagamento de tributos, contribuições e outros encargos pagos pelo empregador doméstico, conhecido como Simples Doméstico.

A guia pode ser paga diretamente nos bancos conveniados, casa lotérica, correspondente bancário ou através do débito em conta via online e por aplicativos eletrônicos disponibilizados pelos bancos.

Cálculo GPS Em Atraso
Neste post explicamos como fazer o cálculo GPS em atraso. (Foto: Reprodução)

Cálculo GPS em Atraso

Existe o cálculo GPS em atraso para empresas, autônomo e para empregadas domésticas:

Empresa

É muito simples emitir a guia, siga o passo a passo a seguir:

  1. Entre no site do INSS, clique em “Calcular Guia/Carnê”;
  2. O empregador será redirecionado para a tela do SAL – Sistema de Acréscimos Legais – da Receita Federal;
  3. Clique no módulo Empresas e Equiparados e Órgãos Públicos;
  4. Será a aberta a tela para o Cálculo de Contribuições de Empresa e Órgão Público, preencha os campos solicitados e confirme;
  5. Em seguida irá aparecer os dados cadastrados da empresa, verifique se está correto e confirme;
  6. Insira o código de pagamento e a competência – período a ser pago e o valor do INSS (todos os dados estão na guia original adquirida no primeiro recolhimento);
  7. Clique em adicionar contribuições, informe a data de pagamento e depois confirme;
  8. Aparecerá uma tela com as informações constantes na GPS, selecione a guia e clique em gerar GPS.
Veja também:  Cálculo de Juros de Financiamento

A guia gerada não tem código de barras, pois quando é feito cálculo GPS em atraso com incidência de juros ou multa, essa guia só poderá ser paga nas casas lotéricas ou agências bancárias.

Empregada Doméstica

Você pode ser realizado para qualquer época. Segue legislação própria, levando em conta o salário registrado em carteira.

Para emitir a GPS em atraso de empregada doméstica é necessário o seguinte passo a passo:

  1. Acessar o SAL (Sistema de Acréscimos Legais)
  2. Selecionar a categoria “doméstico” e inserir o NIT (PIS/PASEP) do trabalhador no campo indicado. Depois, copie o código verificador e clique em confirmar.
  3. Dados pessoais do empregado aparecerão na tela, confira se estão corretos e confirme para continuar.
  4. Preencha a tabela apresentada na tela, conforme as orientações, selecione os dados de pagamento e clique em confirmar.
  5. Confira novamente os dados e a data selecionada para pagamento, se estiver tudo correto, clique em confirmar e depois selecione a opção “gerar guia”.

Após gerar a guia é só pagar na casa lotérica. Porém, se o cálculo GPS em atraso for referente a pagamento feito a mais de cinco anos, o empregador deve procurar uma agência da Previdência Social para regularizar as contribuições.

Autônomo ou individual

É também muito simples fazer o cálculo do GPS em atraso pela internet, a partir do primeiro recolhimento em dia nessa categoria ou do cadastro da atividade na Previdência Social para um período inferior aos últimos cinco anos.

Para calcular períodos anteriores a esse é preciso procurar o INSS a partir do dia 16 de cada mês.

Como atualizar GPS atrasado

Para atualizar a GPS em atraso, acesse o site da Previdência Social, clique em calcular guia /carnê e será direcionado para página do SAL (Sistema de Acréscimos Legais) e escolha o módulo adequado para seu tipo de contribuinte.

Veja também:  Calcular período fértil

Como emitir a Guia GPS corretamente

A GPS pode ser emitida pelo site da Receita Federal ou do INSS. É fácil e rápido, depois é só pagar na casa lotérica.

Considerações finais

O contribuinte individual que não tiver atividade cadastrada na Previdência Social, não possuir o primeiro recolhimento em dia ou desejar fazer o recolhimento de período anterior, poderá solicitar, nas agências da Previdência Social, o recolhimento de contribuições em atraso, mediante comprovação do exercício da atividade durante o período em atraso.

O preenchimento do carnê físico ou online deve ser feito corretamente para evitar problemas no futuro.

Segue aqui instruções para preenchimento manual do carnê/ guia e com pagamento em dia. Para pagamentos em atraso, você deve seguir os passos explicados nesse artigo, para cada tipo de contribuinte.

A central 135 não faz cálculo GPS em atraso. O contribuinte facultativo que deixou de recolher sua contribuição, só pode calcular GPS em atraso pela internet, se ainda tiver a qualidade de segurado (seis meses).

Para calcular competências vencidas a mais de seis meses, é necessário procurar uma agência da Previdência Social, para confirmar se entre uma contribuição e outra, não houve um intervalo, maior a seis meses, sem contribuir.

Manter a contribuição em dia é importante para garantir uma aposentadoria tranquila no futuro.

Cálculo GPS Em Atraso – Como Atualizar, Emitir e Calcular GPS
5 (100%) 64 votos

Última atualização: 21/07/18


Check Also

Cálculo de Rescisão

Cálculo de Rescisão

Você está precisando fazer o Cálculo de Rescisão? Então confira todas as nossas dicas sobre o …